Ivone Leão

Google+ Followers

domingo, 8 de janeiro de 2012

Cora Coralina.......... Coragem e poesia


Existem pessoas que vem para semente, sim, quando partem deixam sementes que espalhadas encorajam aqueles que viram depois, Cora Coralina por opção Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas por nascimento é uma dessas sementes abençoadas.

De uma vida valente que poucos conhecem o caminho, Aninha foi uma menina desajeitada que cresceu solitária como ela mesmo diria mais tarde, em tempos rudes, sendo cuidada desde bebezinha por Vó Dindinha' sua tia avó. Teve entre plantas, leitura e seus escritos grandes companheiros, e foram eles que nas últimas décadas de sua vida lhe devolveram apoio.

A história de Ana é no mínimo inspiradora e penso mesmo que poderia vir a ser um belo filme... 

... Cora, como auto denominou-se a fim de assinar suas poesias que saiam no Jornal Goiano já por volta de seus 14 anos, e Coralina que acrescentaria algum tempo depois, enamorou-se de um certo advogado sendo correspondida, mas quando sua mãe veio a saber que ele já havia sido casado, e ainda não tinha essa coisa de divórcio de hoje, força o rompimento do namoro mas apesar disso eles continuam a se encontrar as escondidas até que ela engravida de seu primeiro filho, daí para frente sua vida toma rumos inesperados partindo juntos para o estado de São Paulo já que por ali não seriam bem aceitos naquela situação de 'ilegalidade'...

Ana sempre foi uma mulher a frente dos costumes de seu  tempo, o que se comenta dela nas mídias não chega a uma milésima parte do que construiu pela vida, sempre preocupada com o infortúnio das pessoas carentes e marginalizadas pela sociedade, começou sua vida de casal em Jabuticabal... voltando a Goiás após 45 anos de vida no estado de São Paulo onde foi plantadora de rosas, árvores, vendeu livros, teve loja de tecidos, foi agricultora, criou seus filhos e ficou viúva... ...e com mais de 60 anos de idade em sua terra natal faz a fama de doceira e tem a possibilidade com o incentivo de Tarquínio de Oliveira, uma entre as muitas pessoas que visitavam sua casa em busca de seus doces e poesias, por quem é presenteada com uma máquina de escrever para que possa organizar seus escritos, e conseguir acompanhada por ele indo a São Paulo, a edição de seu primeiro livro pela editora José Olímpio, a mesma para quem anos atrás Ana vendera livros de porta em porta...

 

 ... quer saber mais sobre essa beleza de vida que levou Ana? ...eu recomendo um livro bem bacana escrito por sua filha caçula, Vicência Bredas Tahan, cujo nome é Cora coragem, Cora poesia, global editora, você vai se encantar!



Buscando um material que tivesse a própria Cora falando encontrei esse trabalho lindo que posto abaixo!!






Eu só posso agradecer a essa mestra que sempre me encoraja a ir em frente apesar de momentos por vezes tão difíceis nessa caminhada terrestre.

Um forte abraço, 

Ivone Leão

Um comentário:

Ivone Leão disse...

...eu com toda certeza quero poder viver tanto quanto ela sendo sempre útil a Vida!!