Ivone Leão

Google+ Followers

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Própolis Verde!

A natureza é extremamente sabia e mesmo num solo pobre onde aparentemente nada poderia nascer por vezes é ali que se encontra algo especial que pode produzir inúmeros benefícios à saúde, como é o caso do alecrim do campo. Da mesma família da camomila e do girassol outros dois produtos naturais que proporcionam inúmeros benefícios ao nosso organismo, o Alecrim do Campo, também conhecido como vassourinha, é nativo da região central do Brasil mas pode ser encontrado em quase todas as regiões do país e é considerada como uma planta invasora, e o interessante, nasce justamente em lugar de solo ácido, terra fraca.

O alecrim do campo que ganhou esse nome dos portugueses que aqui chegaram devido a sua imensa semelhança com o Alecrim trazido da Europa, usado para temperos, antes da descoberta de suas propriedades medicinais era usado para fazer vassoura e também para limpar as cinzas do forno deixando seus odores no biscoito de polvilho.


... A Própolis a partir do Alecrim do Campo!

E é justamente dessa pobre e injustiçada plantinha que se produz a Própolis Verde de onde 30 compostos químicos foram patenteados incluindo a atividade biológica que cada um deles apresenta. Infelizmente patentes que na maioria foram realizadas pelo Japão, comenta a Dra Maria Cristina Marcucci da universidade Bandeirantes a FAPESP (Fundação de Amparo a Pesquisa) que registrou duas patentes de medicamentos extraídos da Própolis do Alecrim do Campo. 
  • Um desses remédios pode ser usado com muita eficiência para matar bactérias que causam infecções hospitalares o outro combate bactérias que produzem a cárie.
Os compostos do Alecrim do Campo estão sendo estudados também em Minas Gerais na Fundação Ezequiel Dias, Belo Horizonte. A bióloga Ester Bastos especialista no assunto acrescenta outras razões para o grande interesse de laboratórios estrangeiros na própolis verde do Alecrim do Campo, 
  • segundo ela essa própolis possui uma grande quantidade de ácidos do grupo dos terpenos que são muito eficientes na prevenção e no tratamento do câncer.
  • No Japão recentemente foi isolada e patenteada apesar de ser brasileira, uma substancia da Própolis Verde que tem ação ativa sobre as células tumorais chamadas, ARTEPILLIN-C.


Na cidade de Yokohama, próximo a Tóquio, o repórter Mitsuo kawasaki, conversou com o  Dr. Kaoru Maeda, professor da faculdade de medicina de Tóquio especialista em câncer...

  • Dr. Kaoru Maeda: A primeira vez que usei a própolis no tratamento do câncer foi a vinte e cinco anos, nós tínhamos vários pacientes sendo submetidos ao tratamento de quimioterapia receitamos própolis a apenas dois deles e para a nossa surpresa só os pacientes que usando a própolis não apresentaram os efeitos colaterais comuns da quimioterapia como perda de cabelo e perda de resistência do organismo, mas nós não receitamos de qualquer jeito, antes fazemos um teste de ressonância molecular e entramos com uma dieta alimentar para aumentar a resistência imunológica do paciente é nessa dieta que entra a própolis verde, ela não é remédio, mas se você me perguntar onde ela age eu vou dizer que ela ataca as células do câncer e matam as bactérias e vírus que aparecem junto com os tumores, com esse método nós tratamos de vários tipos diferentes de câncer e conseguimos a cura de mais de 90% dos casos.
Na faculdade de medicina da UNESP, Universidade Paulista Júlio de Mesquita Filho de Botucatu a Dr. Deise Salvatore coordena um trabalho que testou a própolis em ratos que apresentavam tumores cancerígenos no esôfago o câncer foi provocado com injeções de produtos químicos o resultado:

  • os animais que receberam a própolis verde apresentaram uma menor frequência de lesões por DNA que são lesões que iniciam o processo do câncer como de lesões que são chamadas de pró-neoplasma, ou seja, que ocorreu uma inibição do câncer a própolis atua como prevenção de compostos cancerígenos.
Hoje no Brasil já são mais de 10 mil produtores do Alecrim do Campo planta que fornece a rezina de onde é produzida a Própolis Verde.

Eu comecei a me interessar a principio sobre a Própolis Verde através de uma reportagem que eu assisti no Programa Globo Rural se quiser assistir na integra é só clicar nesse link.


** A Própolis é a substância resinosa obtida pelas abelhas através da colheita de resinas da flora (pasto apícola) com a qual as abelhas recobrem a entrada de suas colmeias a fim de protegê-las contra fungos e bactérias. 

As propriedades antibióticas e fungicidas desta substância, que em nossa língua se chama própole, eram conhecidas desde a mais remota antiguidade pelos sacerdotes egípcios e pelos médicos gregos e romanos, assim como por algumas culturas sul americanas.

A cor, sabor, propriedades terapêuticas e o aroma da própolis variam de acordo com sua origem botânica.

Eu tenho por hábito usar a própolis como equilibrador do sistema imunológico há muito tempo, cuidei de meus filhos com ela enquanto cresciam, além de usar o Mel com Própolis Verde do Apiário Breda é claro! 'rs'

Um grande abraço!

Ivone Leão
Apaixonada pela Vida!


Curta também minhas páginas no Facebook  
 
 
 

8 comentários:

Daniel Costa disse...

Ivone Leão, volte hoje a ter o prazer de ler os teu conselhos de medicina pela alimentação cuidada, com as vantagens da redução nos fármacos. No meu caso foram indispensáveis, digo foram, porque graças ao espaço tempo em que fiz e vou fazendo a alimentação, bastante parecida com a que argumentas. Venci de todo um AVC, dito mortal.
Tudo ficou reduzido a um comprimido para o bom funcionamento do coração e fiquei apenas com uma patologia de estimação.
Obrigado, beijos

Ivone Leão disse...

Querido Daniel, uma patologia de estimação é ótimo!! Seu depoimento aqui é muito importante!! Grande abraço, beijo!!

Roge Brigues disse...

Olá Ivone! Estou pesquisando a respeito da própolis verde e da vermelha! Para minha surpresa,descobri que o Japão já patenteou a Verde após vindas constantes ao nosso país para estudos e pesquisas. O Mesmo está ocorrendo com a Vermelha principalmente no estado de Alagoas, já que só lá existe a a planta que contém a resina para a produção. Acontece que os japoneses também já estão visitando constantemente o estado e quando numa destas visitas, o Globo Rural estava fazendo uma matéria a respeito o que irritou os orientais profundamente não permitindo serem filmados e nem entrevistados. Minha pergunta é: o governo brasileiro está a par desse assunto?? Há possibilidade da quebra de patente?? Não vejo nenhuma ação governamental a respeito. Se continuarmos sendo omissos, certamente perderemos a patente da PRÓPOLIS VERMELHA também. Gostaria de saber mais a respeito!! Abraço! Roge Brigues

Ivone Leão disse...

Olá Roger!
Olá Roger!! A Dra Maria Cristina Marcucci da universidade Bandeirantes a FAPESP (Fundação de Amparo a Pesquisa) registrou duas patentes de medicamentos extraídos da Própolis do Alecrim do Campo.
Um desses remédios pode ser usado com muita eficiência para matar bactérias que causam infecções hospitalares o outro combate bactérias que produzem a cárie.
Quanto a patentes ainda estamos na verdade tecendo essas estratégias porque a extensão territorial é imensa no Brasil e ainda não existe uma Lei Federal quanto a isso, vamos pensar que temos um Brasil de brasileiros começando a acordar para muitos aspectos e são pessoas como eu e você que estamos unindo pontas, muita coisa está ocorrendo pessoas que trabalham costumo dizer no caminho do meio pra construir novas estruturas sociais, nunca soube de uma patente que algum estrangeiro patenteou e aconteceu um retrocesso o fato é esse mesmo... quando não existe legislação existe a facilitação do oportunismo. O tema é longo... Achei legal seu interesse mais um elo na corrente!! Abração!!

Costa Nuno disse...

ola quem faz quimioterapia pode tomar ao mesmo tempo a propolis vermelha obrigado pela atençao


Costa Nuno disse...

ola quem faz quimioterapia pode tomar ao mesmo tempo a propolis vermelha obrigado pela atençao


Costa Nuno disse...

ola quem faz quimioterapia pode tomar ao mesmo tempo a propolis vermelha obrigado pela atençao


Ivone Carneiro Leão disse...

Nuno a própolis sempre pode entrar como complemento terapêutico.Os japoneses já fazem isso há muito tempo. Boa sorte!