Ivone Leão

Google+ Followers

terça-feira, 28 de maio de 2013

Não se contrói a paz fazendo guerra!


Temos uma sociedade ocidentalizada que forma o ser humano para uma competição sem ética, onde vale tudo em nome do 'amor', onde os 'espertos' é que se dão bem temos empresas que produzem a guerrilha entre seus próprios funcionários em nome de uma melhor performance para que o lucro seja maior, morrem as peças (pessoas) adoecem, se tornam dependentes de remédios, ansiolíticos, antidepressivos, mas e daí conquanto que se mantenha o bom nome no mercado empresarial.

Esse tem sido o modelo social de uma grande maioria dos países, mas até quando a morte e a guerra em nome da paz? Nunca obteremos a paz construindo nossas cidades em cima de cadáveres de crianças, mulheres, homens, filhos das terras que os tratam como peças de um jogo onde não há vencedor.

Precisamos ensinar nossas crianças a amar e não odiar, a sonhar e não a destruir o sonho de outro para se sentir vencedor. É de criança vendo o exemplo de seus pares que se forma o caráter pelo menos boa parte dele.

Nesse mês de Maio se comemoraria o aniversário de minha mãe que me ensinou a alegria de viver e a generosidade ao próximo e que morreu jovem com pouco mais de cinquenta anos de infarto do miocárdio em pleno domingo de sol onde as praias cariocas não conheciam nem a dor dessa filha que esteve ao seu lado nem de tantos outros corações aflitos de pessoas acoadas pelo medo de um tempo onde ser bom é ser otário, onde defender e amar um amigo do mesmo sexo é ser gay, onde ser gay é ser alvo de homofóbicos, enfim de construções de moral embasadas na guerra.

É muito mais fácil administrar uma população onde um enxerga o outro por vezes dentro da própria casa como um oponente em potencial, porque não existe força maior que pessoas com o mesmo objetivo.

Um povo sem escola adequada ou estímulos do pensar é um povo sem rumo e pronto pra aceitar qualquer coisa para não passar fome, onde quando reclama de más condições de trabalho logo lhe é acenado um bilhete de desempregado.

Estamos sendo alimentados por uma indústria que produz alimentos que deixam o corpo e o cérebro doente, cheio de açúcar e gorduras, aditivos químicos que produzem homens e mulheres dependentes da indústria do remédio, de sistemas de saúde, o último Censo do IBGE demonstrou que 50% da população brasileira adulta está obesa e 36% das crianças estão acima do peso. Mas quem resiste a anúncios de pizzas com seus queijos derretidos, as picanhas do churrasquinho com cerveja, hambúrgueres com suas batatas fritas saltitantes e copos gigantes de refrigerantes. Em 2010 um estudo da Universidade de Harvard relacionou 180.000 mortes por ano ao consumo de bebidas açucaradas como refrigerantes entre outras causadas por doenças cardiovasculares, diabetes e câncer.

E as poucas pessoas que querem fazer diferente, mostrar melhores opções são abafadas por seus próprios pares.

É... a vida não simples e precisa ser revista com urgência, cada um de nós que tem um olhar de discordância a todo esse sistema que fabrica homens e mulheres como fossem peças de reposição procurem estar perto de pessoas com o mesmo perfil não se encolham, porque sozinho o bicho pega, não se deixe tornar um dependente químico... de comidas químicas, bebidas químicas, remédios químicos, relações quimicamente nefastas, e outras químicas mortais...

Ivone Constant Carneiro Leão

Constant de mamãe

Carneiro Leão de papai

Ivone de tudo que tenho construido no meu caminho apesar de tantos desafios!!

POEMINHA DO CONTRA
Todos estes que aí estão
Atravancando o meu caminho,
Eles passarão.
Eu passarinho!

Mario Quintana



Adolf Hitler era, por incrível que pareça, amado por muitos pois acenava com uma ideia de superioridade racial e levou a morte de milhares de seres humanos, ele pode estar bem mais perto do que você pensa vestido de patrão, de colega de repartição, dentro de casa, da escola. Observe... de modo geral anda em bando porque tem medo de ser sozinho porque quem não pode com a voz da própria consciência prefere o ruído da ignorância por perto e vive rindo daqueles que considera menores e que os seguem com fidelidade de animaizinhos puros de alma e cegos de pensar.

2 comentários:

Samara Campos disse...

É Ivoninha, precisamos parar para pensar sobre isso, é muito importante tudo o que vc disse, bjs!!!

Ivone Leão disse...

Querida amiga e vamos aproximando pessoas de bem e de boas intenções com a vida!! Bj