Ivone Leão

Google+ Followers

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Super alimentos II ----> Aspargo e tomate



Dentro dos meus estudos sobre a alimentação que evita doenças, aprendi e repasso que os grandes benefícios para o equilíbrio da nossa saúde tanto orgânica quanto mental é um conjunto de atitudes que devemos adotar em nossa vida diária.

De pouca valia será nos alimentarmos corretamente se tivermos hábitos nocivos como o consumo de bebidas alcoólicas, cigarros, drogas, e muito importante, atitudes interpessoais de má qualidade.

Quando ficamos cientes de que nosso corpo é um grande processador químico, teremos com isso a consciência de que as emoções também ocasionam reações importantes no nosso metabolismo.

Hoje estamos vendo um extenso material sendo difundido a esse respeito, eu já recebi vários e-mails com listas de alimentos e atitudes que devemos adotar, mas muitas delas, aliás a maioria, mais parecem uma lista de comprar, faltando conteúdo para uma analise mais apurado do leitor.

Desde que comecei de maneira autodidata meus estudos sobre as várias faces do comportamento humano aos treze anos de idade vejo maravilhada a evolução de temas que antes ficavam restritos a grupos reduzidos e vistos mesmo com certo preconceito, hoje, sendo difundidos e discutidos, e isso é muito bom, só dependendo da gente fazer uma triagem das informações que nos chegam.

Muitos terapeutas que adotavam posturas de semideuses, já que dispunham de um conhecimento inegavelmente importante, os mistérios do comportamento humano, hoje estão precisando se curvar a novas e dinâmicas formas de avaliar essa faceta da humanidade.

Sabe-se na atualidade, na verdade isso é retorno a uma antiga sabedoria, que a falta de contato com a natureza causa inúmeros distúrbios a nós seres humanos, e que nossa rotina alimentar precisa encontrar um equilíbrio numa dieta igualmente mais natural, pois os alimentos super industrializados não contêm os nutrientes que nós como parte da natureza precisamos repor em nosso organismo para a manutenção da máquina humana produzindo dessa forma a saúde física e mental.

Digo que é um retorno ao conhecimento esquecido, pois nas minhas pesquisas encontro importantes trabalhos de pessoas que ha dois séculos atrás já dedicavam suas vidas ao estudo dos alimentos em relação a nosso equilíbrio orgânico.

Hoje vou deixar por aqui as propriedades de dois alimentos muito importantes, embora sempre ressalte que o correto para a manutenção da saúde é o conjunto dos alimentos que vão interagir entre si metabolizando os nutrientes necessários.

Aspargos

Os aspargos estão repletos de nutrientes  de baixa caloria, sódio e sem colesterol.

São uma excelente fonte de ácido fólico, de vitamina C, tiamina, e vitamina B6.

Não contêm gordura nem  colesterol.

Pesquisas indicam o aspargos como um forte agente contra os cálculos renais.

Fortalecedor dos vasos sanguíneos devido a seu elevado grau do flavonóide "Rutín" que protege a vitamina C da oxidação aumentando sua eficiência. Auxilia no tratamento de sangramento frequente das gengivas e nariz.

O Aspargo contém grande quantidade de uma importante proteína chamada "Histones"  ativadora do crescimento celular com fundamental papel na regulação dos genes. Por essa razão os aspargos contêm uma substância normalizadora do crescimento celular agindo como um potente inibidor das células cancerosas, com histórico sobre a cura de cânceres de pele, bexiga, hodgkins (das linfas)  e pulmão com a utilização de um preparado simples de aspargos batido com água e consumido em duas colheres sopa por duas vezes ao dia. Normalmente os pacientes obterão reações positivas entre 2 a 4 semanas.

Sendo portanto o Aspargo um potente tônico para o organismo em geral podendo ser consumido da maneira que mais agradar ao paladar!  


Tomate

O tomate contém uma grande quantidade de uma substancia chamada Licopeno  um potente antioxidante que bloqueia o efeito danoso dos radicais livres que são aquelas células que perdem a sua formação original durante o processo orgânico de converter os nutrientes dos alimentos em energia que é uma atividade natural do nosso organismo, mas devido a fatores externos como poluição ambiental, raio X, radiação ultra-violeta, eletromagnética, cigarro, álcool, resíduos de pesticida, substancias contidas nos alimentos como aditivos químicos, conservantes, hormônios, consumo de gorduras saturadas e de origem animal e o estresse da vida moderna sobrecarrega o nosso organismo, originando as doenças e o envelhecimento precoce.


O licopeno contido no tomate atua na prevenção de doenças cardiovasculares, câncer de próstata e o envelhecimento precoce.


Na Itália foi produzido um tomate, não transgênico que foi nomeado de super tomate por conter três vezes mais licopeno que outras variedades, por enquanto são encontradas nas gôndolas dos supermercados italianos e europeus, mas em breve com certeza estaremos produzindo essa variedade por aqui.


O licopeno é melhor absorvido com o cozimento, portanto prefira os molhos caseiros que acrescidos de cebola e alho, dois outros potentes inibidores da carcinogênise,  estará desse modo aumentando o aporte de substancias essenciais a manutenção da saúde!!


O licopeno é encontrado também em boa quantidade na melancia e na goiaba, e lembre-se prefira a fruta ao suco por conter fibras e não causar um excesso de frutose no seu organismo podendo originar o triglicéres.



O aspargo industrializado mantém as mesmas propriedades!

 Um abraço e  até a próxima

Ivone Leão


Apaixonada pela vida!!





2 comentários:

Daniel Costa disse...

Ivone

Do que não deixas dúvida é qe a vida é muito o resultado do que se ingere.
Repito, pelo que deixas escrito e bem delineado, a minha alimentação de hoje está certa. O que me valerá a vida, dado há onze anos, depois de um grande AVC, com operação ao cerebelo, foi entregue à família em estado terminal.
Mas conto-e um segredo: Aos 17 anos, podia considerar-me dos melhores trabalhadores do campo, quando se trabalhava de sol a sol. Pertencia a um grupo muito restrito. Em épocas da aperto, era-me acenada o triplo da jorna e... Agora o degredo, nos dias grandes, quatro refeições / dia, mais mata bicho, antes do nascer do sol, constituído muitas vezes por toucinho assado e a média de cinco litros vinho / dia ingeridos.
Durou apenas até aos 20 anos: depois adaptei-me bem à alimentação que mantenho.
Porém cinco litros de de vinho e os outros ingredientes,funcionavam como um dóping que o corpo expelia com o suor.
Beijos

Ivone Leão disse...

Daniel

Quanto ao vinho e o toucinho, associados a uma vida com fortes atividades físicas vão ser metabolizados de forma diferente dos que levam uma vida sedentária com certeza. Mas de toda forma ainda bem que adotaste uma boa dieta os resultados serão revertidos em saúde!!
E em relação ao AVC por que passaste vai ser apenas uma lembrança, pois se mantiveres uma alimentação saudável seu corpo vai agradecer. Meus estudos mostram que pessoas que passam por experiências semelhantes adotando a dieta recuperam a saúde de forma espetacular!!

Obrigada por compartilhar suas experiencias!!

Beijos!!