Ivone Leão

Google+ Followers

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Droga ou Yoga



No público universitário feminino, 3,2% são viciadas em calmantes e antidepressivos é a terceira maior taxa de uso abusivo, atrás apenas da maconha (5%) e das anfetaminas que são utilizadas por (3,9%) das universitárias.

Atrás do balcão das farmácias, as jovens brasileiras encontram substâncias que provocam os mesmos efeitos buscados por homens em “bocas” de tráfico. Assim começa a matéria “O remédio virou doença para as mulheres por Fernanda Aranda para iG São Paulo, de julho de 2010."

Se para o sexo masculino na faixa dos 20 e 30 anos, cocaína, crack e anabolizante são as drogas ilícitas mais utilizadas, entre as mulheres desta faixa etária as sensações entorpecentes são adquiridas com o abuso de medicamentos. 

A relação perigosa entre remédios e o universo feminino fica bem demonstrada em pesquisa de 2010 feita pela Secretaria Nacional Antidrogas (Senad), em parceria com a USP. Foram ouvidos 18 mil universitários, matriculados em instituições das 27 capitais brasileiras. O risco de dependência de tranqüilizantes e ansiolíticos para as mulheres pesquisadas (9 mil no total) superou o índice encontrado para ecstasy, cocaína, solvente e crack. 

E como fazer o retorno ao equilibrio...

Em primeiro lugar é preciso querer, ninguém pode mudar a vida de ninguém, a decisão tem que partir do indivíduo...

Saiba que momentos de respiração, movimentos, posturas yogis associados ao conhecimento e prática de uma alimentação fisiológica tem o poder de reequilibrar o metabolismo e curar doenças e síndromes uma vez que como ciência integral sua prática tonifica o organismo, estimula hormônios de bem estar produzindo uma cascata de efeitos equilibradores que trazem a saúde como um todo. O professor Hermógenes em sua experiência de yogi teve durante seu percurso o apoio da sociedade médica diante de resultados irrefutáveis até mesmo com indivíduos a margem da sociedade, apenados do sistema carcerário assim como internados de hospitais psiquiátricos. 

A vida é maravilhosa mas para podermos enxergar toda a beleza que ela tem para nos oferecer é preciso uma reconexão com nosso eu interior e lembrar o que verdadeiramente nos faz sentir leveza e alegria.

Yoga é igual a reconexão com o eu superior!
Reconecte-se!

Um abraço

Ivone Leão
Apaixonada pela Vida!





Nenhum comentário: