Ivone Leão

Google+ Followers

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Hambúrguer de má índole!

O inicio de tudo o que estamos vendo na atualidade sobre o mal que os alimentos Fast food e comidas industrializadas em geral fazem para o nosso organismo deu-se devido a índices elevados de câncer e morte por infarto de miocárdio na população norte americana que já no meio já nos anos 1970 inchava o serviço público de saúde.

Da reunião de 13 profissionais de áreas diversas da saúde, solicitado pelo Senado, surgiu um relatório importantíssimo pautado em 90 anos de pesquisas epidemiológicas ao redor do mundo e desde então as universidades, a principio norte americanas, e mais tarde de várias partes do planeta incluindo o Brasil realizam pesquisas cada vez mais avançadas indicando a necessidade urgente de uma nova conduta sobre a qualidade da alimentação servida às populações.

O tema é extenso e a briga é feia pois a industria alimentícia x farmacêutica e médica tornou-se no último século uma mina poderosa de ganho, mas contudo isso estamos vivendo o momento em que a balança dos interesses entra em conflito com a realidade de uma população alcançando índice de maior longevidade mas nem por isso com saúde de qualidade. 

Em 2002 os índices apontavam que nos Estados Unidos a cada 7,5 segundos uma pessoa chegava aos 60 anos fazendo com que a necessidade pela demanda de enfermeiros fosse estimada em 40% entre os anos 2002 e 2020 enquanto a dos profissionais disponíveis estariam em 6% segundo o Departamento Americano de Saúde e Serviços humanos. 

Em 2030, 20% da população brasileira terá mais de 60 anos.

De acordo com o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), em 2050, 80% das pessoas mais velhas do mundo viverão em países em desenvolvimento, a população com mais de 60 anos de idade será maior do que a população com menos de 15.

O sistema de seguridade social nos Estados Unidos (que ajuda os trabalhadores aposentados), segundo as projeções deverá estar sem dinheiro em 2041. O sistema de saúde, que garante serviço hospitalar para idosos, poderá falir em 2020. 

Se os norte-americanos estão preocupados com isso, o que dirá dos brasileiros.
O déficit da Previdência Social brasileira em 2002 já estava avaliava em cerca de 38 bilhões de reais por ano, o que representa 31% dos gastos do governo. As despesas com aposentadoria crescem de 0.2% a 0,3% do PIB anualmente.

Por essas e outras podemos entender que a necessidade de haver um retorno a qualidade da saúde pelo estilo de vida incluindo a alimentação é urgente nem que seja por interesse do mesmo sistema que acabou consciente ou inconscientemente produzindo inúmeras doenças.

A salsicha e o hambúrguer foram os primeiros símbolos da alimentação Fast Food e as grandes redes internacionais se espalharam pelo planeta vendendo a ideia através de sedutoras campanhas publicitárias como a melhor opção para um estilo de vida moderno para pessoas com rotinas intensas geradores de uma vida 'melhor, mas hoje, décadas depois já sabemos que algumas dessas redes vem sofrendo ações devido a causar doenças comprovadamente provenientes de seus hambúrgueres e outros produtos produzidos com material de baixa qualidade, se não bastasse por si só os altos níveis de gordura com que são elaborados, e maliciosamente acompanhados de refrigerante... verdadeiras bombas contra a saúde...

Um 'bom' ou 'péssimo' exemplo disso é a qualidade do hambúrguer entre outros pratos do McDonald's que o Chef de cozinha James tomou pra si como uma batalha no desafio de provar que são produzidos com o mais baixo nível de qualidade aliás eu fico pensando pra que fazer com tão péssima qualidade se os preços são altos eu acredito que poderiam ter construído seus produtos com qualidade e ainda assim terem seus imensos lucros garantidos mas com a ganancia associada a desumanização dos alimentos o que encontramos nos sanduíches são verdadeiras fórmulas nefastas como bem demonstra o post traduzido do 


  • O chef Jamie Oliver acaba de ganhar uma batalha contra a maior cadeia de junk food (comida não saudável) do mundo. Depois que Oliver mostrou como fazer hambúrgueres, o McDonald, a franquia anunciou que vai alterar a receita.

  • De acordo com Oliver, as partes gordurosas da carne são “lavadas” com hidróxido de amônia e, em seguida, são utilizadas na fabricação do “bolo” de carne para encher o hambúrguer. Antes deste processo, de acordo com o apresentador, essa carne já não era apropriada para o consumo humano.
  • Oliver, chef ativista radical, que assumiu uma guerra contra a indústria de alimentos, diz: estamos falando de carne que tinha sido vendida como alimento para cães e após este processo é servida para os seres humanos. Afora a qualidade da carne, o hidróxido amônia é prejudicial à saúde.
  • Qual dos homens no seu perfeito juízo colocaria um pedaço de carne embebido em hidróxido amônia na boca de uma criança?
  • Em outra de suas iniciativas Oliver demonstrou como são feitos os nuggets de frango: Depois de serem selecionadas as “melhores partes”, o resto- gordura, pele, cartilagem, vísceras, ossos, cabeça, pernas - é submetido a uma batida - separação mecânica - é o eufemismo usado por engenheiros de alimentos, e, em seguida, essa pasta cor de rosa por causa do sangue é desodorada, descolorida, reodorizada e repintada, capeadas de marshmallow farináceo e frito, este é refervido em óleo geralmente parcialmente hidrogenado, ou seja, tóxico.
  • Nos EUA, Burger King e Taco Bell já abandonaram o uso de amônia em seus produtos. A indústria alimentar utiliza hidróxido de amônia como um agente anti-microbiano, o que permitiu ao McDonald’s usar nos seus hambúrgueres, carne, imprópria para o consumo humano.
  • Mas ainda mais irritante é a situação que essas substâncias à base de hidróxido de amônia sejam consideradas “componentes legítimos em procedimentos de produção” na indústria de alimentos, com a bênção das autoridades de saúde em todo o mundo. Portanto, o consumidor nunca poderá se informar quais produtos químicos são colocados em nossa comida.Traduzido e adaptado de: http://diariocronica.com.ar/94020-el-chef-jamie-oliver-gana-demanda-contra-mcdonalds.html Sociable, Share!


 

 O hidróxido de amônia! 


O hidróxido de amônio, de fórmula química NH4OH é uma base solúvel e fraca, só existe em solução aquosa quando faz-se o borbulhamento de amônia (NH3) em água.


Hidróxido de Amônio não é considerado cancerígeno pela *OSHA.

Resumo de riscos: Nocivo quando ingerido, inalado e absorvido pela pele. Extremamente irritante para mucosas, sistema respiratório superior, olhos e pele.



Efeitos agudos: A inalação pode causar dificuldades na vítima como consequência: espasmos, inflamação e edema de garganta, pneumonia química e edema pulmonar.



Efeitos crônicos: A exposição repetida ao produto pode causar tosse, respiração ruidosa e ofegante, laringite, dor de cabeça, náusea, vômito e dor abdominal.


Órgãos afetados: Estômago e pulmões.


*Occupational Safety and Health Administration (OSHA, Administração de Segurança e Saúde Ocupacional) dos Estados Unidos é uma agência do  Departamento do Trabalho dos Estados Unidos. Ela foi criada pelo Congresso dos Estados Unidos sob o Ato de Segurança e Saúde Ocupacional (Occupational Safety and Health Act), assinado pelo Presidente Richard M. Nixon, em 29 de dezembro de 1970. Sua missão é impedir acidentes do trabalho, doenças e acidentes mortais no trabalho através da emissão e aplicação de regras chamadas normas de segurança e saúde no trabalho. A agência é chefiada por um Vice-secretário Assistente do Trabalho. 


Repense em tudo o que tem levado você a seu estilo de vida e como pode modificar a forma de se manter bem disposto e saudável, não vale a pena viver muito mas se tornar um dependente de remédios ou coisa pior como muitas pessoas com idade avançada que vivem como entulhos em instituições para velhos porque aquele que não pode gerir sua própria vida justamente no tempo em que deveria estar bem, sossegado, aproveitando a maturidade da experiência com serenidade acaba por ficar deprimido e jogado num canto qualquer da vida das pessoas, porque já se sabe muito bem que idade não é mais sinônimo de doença.

Reinvente-se!!





Ivone Leão
Apaixonada pela Vida!

Curta também minhas páginas no Facebook que eu ficarei muito contente!! Obrigada!
 
 

6 comentários:

maria alice aporta Duarte disse...

Quase não podemos comer nada que for idustrializado,poi o uso de produtos tóxicos impera..Devemos cancelar de nosso cardápio tudo que faz mal ,e procurar inovar.´Não é fácil.Que tal um livro de receitas adequado principalmente para as crianças e idosos.Nós idosos somos massacrados com medicamentos.Quem pode vai a nutricionista,que nem sempre tem boas indicaçoes. Que fazer???

Ivone Leão disse...

Maria Alice querida por isso mesmo trabalho como orientadora de alimentação e disponibilizo informações aqui no Blogue e na Rádio Cultura de Amparo com meu programete Espaço Vida em 102,9 e também online que vai ao ar de segunda a sexta às 10H e 16H! Estou organizando receitas e me especializando no assunto está nos meus planos um livro com receitas de fácil elaboração!! Bj!!

Igor Zanoni disse...

Gostaria de pedir á doutora umas receitas nutritivas e saudáveis para meu jantar de natal desde que seja com você em minha casa.Felicidade também desintoxica!Zanoni.

Ivone Leão disse...

Opa!! Com certeza vamos elaborar uma ceia desintoxicante em família!

carlão lobão disse...

Sou grato por aprender a comer bem, suas aulas são ótimas,
Avise ao Sr Igor que a senhora já havia aceito o meu convite anteriormente, a senhora virá com seus 5 filhos e netinhos SEIAR em minha casa no Guarujá, mas a senhora sera a rainha de nossa casa e ira apenas descansar, Carlão

Ivone Leão disse...

Ah mas que convite gentil!! Obrigada Seo Carlão!!