Ivone Leão

Google+ Followers

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Cores elas fazem a diferença acredite!!

As cores sempre me fascinaram, de menina ficar deitada no jardim da casa onde cresci observando a imensidão do azul do céu foi minha primeira relação afetiva com as cores, mais tarde o primeiro modelo de roupa com que me identifiquei foi aos 13 anos, era de um roxo profundo e ainda hoje guardo a impressão da sua textura e daquela cor que me despertou uma sensação especial.

Nunca fui muito chegada ao vermelho, se tive cinco roupas nesse tom ao longo da minha vida foi muito, hoje ao abrir meu guarda roupa encontro uma camiseta no vermelho que observo uso quando ha longos períodos de chuva e tempo acinzentado. Essa cor ao pesquisarmos estará associada a liderança e força de vontade, mas nas minhas pesquisas e anotações observei que as pessoas que costumam usá-la especialmente nas roupas tendem a ter uma forte ligação a materialidade da vida.

Nas minhas coleções como estilista e modelista sempre usei muito azul, violeta, amarelo claro, pêssego, rosa, branco, o grená que é um tom de vermelho mais pro telha costumava compor nos modelos de inverno, assim como o azul escuro e o preto.

Mas observo que tive uma fase na minha vida que usei maciçamente o preto e realmente foi numa temporada de grandes desafios a meus referenciais até ali construídos, lembro que um dia ao abrir meu guarda roupa fiquei assustada ao observar que só tinha peças pretas.


Hoje embora não dispense os 'pretinhos' pois nos prestam realmente certa elegância, ao abrir o armário de roupas encontro o roxo e o lilás, o azul em varias tonalidades, mas percebo em mim ultimamente certa preferência pelo rosa claro tipo sorvete de morangos embora o rosa forte apareça em pequenas doses como nos calçados assim como o verde e o marrom, o bacana de tudo isso é parar e observar essas preferências que me disponho a usar espontaneamente nas variadas fases da minha experiência emocional.


A cor é levada em consideração  nos mais variados setores da vida, quando fiz meu curso de decoração, encontrei a psicologia das cores em relação aos ambientes a serem decorados mostrando, por exemplo, que as paredes de um hospital devem ser pintadas de branco ou azul clarinho por serem cores calmantes, numa 'casa' de alimentação ou numa cozinha devemos priorizar os tons do laranja por ser uma cor estimuladora da digestão e do apetite, nos estudos de antropologia e sociologia encontrei a cor definindo castas sociais, em algumas religiões definindo hierarquias e na nutrição encontrei a cor orientando os alimentos para a composição dos pratos, mas aí por externar os nutrientes que cada um possui.


Dando uma navegada encontrei pela internet um grande material sobre o assunto e penso serem bem validos alguns deles, mas de tudo isso acredito que cada pessoa deveria se observar nesse campo da vida, pois com toda certeza as cores que escolhemos para compor nosso ambiente e especialmente as tonalidades das roupas com que cobrimos nosso corpo são indicações de nosso estado emocional e aprendi que podemos usar desse recurso poderoso da cor que nos rodeia para estabilizar e organizar nossas energias.


Abaixo deixo com você o link de um teste que se propõe a avaliar seu estado emocial atual pela escolha das cores de uma tabela, no mínimo um pequeno passatempo divertido e quem sabe até um indicador pra identificar algumas escolhas que tem feito nesses últimos tempos?! ... mal não faz isso eu garanto!







... pense...  porque escolheu essa cor de roupa que esta usando hoje!!



Um abraço e até a próxima!!

Ivone Leão


Nenhum comentário: