Ivone Leão

Google+ Followers

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Papo reto----------------> Linfoma não-Hodgkin como acontece


O Linfoma não-Hodgkin é um grave câncer do sistema linfático sobre ele pesquisas revelam que:

Sua incidência foi aumentada nos Estados Unidos entre 1973 e 1989 em 60%!

Em 1993, aproximadamente 43.000 novos casos foram diagnosticados e mais de 20.000 mortes ocorreram.

A incidência do linfoma não-Hodgkin aumentou de,


5,9  por 100.00 habitantes em 1950  para 13,7  por 100.00  habitantes em 1989

Essa incidência aumentou em ambos os sexos, raça branca e negra em todas as faixas etárias, exceto os muito jovens.

Os maiores aumentos ocorreram em idades avançadas e mais rapidamente nas áreas rurais.

Achados similares foram encontrados em outros países desenvolvidos.

Estudos epidemiológicos indicam que fatores ambientais desempenham importante papel na origem do Linfoma não-Hodgkin.

Importância etiológica atribui-se às drogas, pesticidas, solventes e outros produtos químicos, poluição, poeira, corantes, cigarro e dieta. (Weinsenberg, DD - Epidemiology of non-Hodgkin's lymphoma: recent findings regarding an emerging epidemic - Ann Oncol; Suppl 1: 19-24, 1994) (Hartge, P; Devesa, SS - Quantification of the impact of known risl factors on time trends in non-Hodgkin's lymphoma incidence - Cancer Res; 52 (19Suppl): 5566S, 1992 Oct 1). 

 A alta ingestão de proteínas animais e leite tem sido associada com Linfoma não-Hodgkin. 

Vegetais verdes, Vitamina E, beta-caroteno e frutas, foram inversamente e significativamente relacionados com o risco de Linfoma não-Hodgkin.

O risco é alto entre mulheres e homens , com baixa ingestão destes alimentos e histórico familiar de Linfoma. (Ward, MH Dietary factors and non-Hodgking's limphoma in Nebrasca - Cancer causes control; 5(5): 422-32, 1994 Sep).

Um estudo realizado de 7 anos de duração, envolvendo 35.156 mulheres em Iowa, EUA, com idade entre 55 e 69 anos, a incidência de Linfoma não-Hodgkin foi associada com a ingestão de gordura animal, tanto a saturada quanto a monoinsaturada, não havendo relação com a gordura vegetal ou poliinsaturada. Alta ingestão de proteína animal, mas não proteína vegetal, foi associada com risco elevado, principalmente a carne vermelha, particularmente hambúrguer, que teve a maior associação.
As conclusões são: que a alta ingestão de carne e a alta ingestão de gorduras animais, foram associadas com um aumento no risco de Linfoma não-Hodgking. (Chiu, BC et al - Diet and risk of non-Hodgkin's lynfoma in older woman - JAMA; 275 (17): 1315-21, 1996 May 1)

Resumindo, com o que se comprovou cientificamente até o momento, com relação a origem do Câncer podemos adotar medidas para eficientemente prevení-lo.

imagem para simples ilustração
Devemos usar cereais integrais e massas feitas com farinhas de cereais integrais ao invés de refinados, isto é arroz integral, trigo, aveia, milho, etc.
Associar uma leguminosa, como feijão, ervilha, lentilha, grão de bico. Os cereais deverão perfazer 50% da refeição e leguminosa 10%. A seguir associa-se 25% de legumes, como cenoura, cebola, nabo, cará, inhame, mandioca, com duas verduras como brócolis, couve, couve-flor, agrião, alface, etc. Procurar cozinhá-los pouco ou quando possível, crus. Como temperos usar o alho, cebola e outros vegetais. O alimento de origem animal não será necessário, porém se for usar, deverá ser em pequena quantidade (zero até 10%) e não em todas as refeições, mas sim a cada 5 dias, dependendo do clima. Sempre que possível fazer uso ao final da refeição de uma sopa feita de legumes acrescentando a pasta de missô depois de pronta.

Portanto essa alimentação além de não ter os principais promotores do câncer estaremos ingerindo 20 substâncias inibidoras de carcinogênese.  

Os portadores de Câncer deveram usar a mesmo tipo de alimentação porém sem nenhum alimento de origem animal, sendo a dieta fator decisivo para o sucesso do tratamento. (Sidney Federmann - Alimentação que evita o câncer e outras doenças ed. 8 - São Paulo 2008)

Espero que tenha sido pra você uma leitura esclarecedora e que lhe traga benefícios no sentido de uma boa orientação para melhor compor a dieta de seu dia a dia.

Um abraço,

Ivone Leão

Apaixonada pela vida e pelo conhecimento.

8 comentários:

SAM disse...

Ivone,

Muito grata pelo texto explicativo e pela importância do mesmo. Vim direcionada pelo blog da Lita Duarte que fez uma conexão com este post.

Bom fim de semana.

Ivone Leão disse...

Olá Sara um prazer ter você por aqui, obrigada, fico feliz pois esse tipo de assunto por vezes é muito fake e a gente acaba meio sem saber que rumo tomar, procuro ser clara e bem direta, que bom você gostou.

Bom fim de semana pra você também.

BIA disse...

Muito bom o seu blog.
De grande importância.

Bjss

Ivone Leão disse...

Linda Bia, obrigada pela visita e o carinho da consideração!!

Abraço e bom domingo!!

Everson Russo disse...

Sempre importante a gente se informar,,,muito interessante seu blog amiga,,,grande beijo de bom domingo e o boa semana pra ti....

www.olivrodosdiasdois.blogspot.com

Ivone Leão disse...

...que prazer sua visita Everton, com certeza é muito bom o conhecimento e estar bem informado de coisas boas que nos alavanquem os dias, vou lá no seu endereço!

Bom dia amigo!

Daniel Costa disse...

Ivone

Este exclarecimento tem muita razão de ser e deverá se visto e seguido.
A alimentação, dita moderna, se há mais esperança de vida, deve-se ao avanço-se ao avanço da ciência médica.
O quer dizer: devemos aproveitá-la de forma mais consciente, com práticas alimentares adequadas.
Beijos

Ivone Leão disse...

Com toda certeza Daniel é tempo de revermos conceitos sobre a nossa alimentação de cada dia.

Obrigada pela presença.

Abraço e bom dia!!