Ivone Leão

Google+ Followers

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Charlie Chaplin --- a marginalidade dos gênios...


Quando por acaso você se sentir rejeitado, diferente da maioria, lembre-se que homens geniais passaram pelo mesmo sentimento pelo menos em algum período de suas vidas.
Não é simples abrir novos caminhos
Fácil é seguir a maioria
Mas é infinitamente prazeroso o resultado de uma vida original!!

Um pouco de Charlie Chaplin...

O posicionamento político de Chaplin sempre foi esquerdista; foi acusado de "atividades anti-americanas"

A pressão do FBI sobre Chaplin cresceu após sua campanha para uma segunda frente europeia na Segunda Guerra Mundial em 1942, e alcançou um nível crítico no final da década de 1940, quando ele lançou o filme de humor negro Monsieur Verdoux (1947), considerado uma crítica ao capitalismo. O filme foi mal recebido e boicotado em várias cidades dos EUA, obtendo, no entanto, um êxito maior na Europa, especialmente na França. Naquela época, o Congresso ameaçou chamá-lo para um interrogatório público. Isso nunca foi feito, provavelmente devido à possibilidade de Chaplin satirizar os investigadores.

Por seu posicionamento político, Chaplin foi incluído na lista negra de Hollywood.

Em 1952, Chaplin deixou os EUA para o que originalmente pretendia ser uma breve viagem ao Reino Unido para a estreia do filme luzes da Ribalta em Londres. Hoover soube da viagem e negociou com o Serviço de Imigração para revogar o visto de Chaplin, exilando-o do país. Chaplin decidiu não voltar a entrar nos Estados Unidos, escrevendo:

"(...) Desde o fim da última guerra mundial, eu tenho sido alvo de mentiras e propagandas por poderosos grupos reacionários que, por sua influência e com a ajuda da imprensa marrom, criaram um ambiente doentio no qual indivíduos de mente liberal possam ser apontados e perseguidos. Nestas condições, acho que é praticamente impossível continuar meu trabalho do ramo do cinema e, portanto, me desfiz de minha residência nos Estados Unidos".

Chaplin decidiu então permanecer na Europa, escolhendo morar em Vevey, Suíça.


Em 1972, Chaplin ganhou o Oscar de melhor trilha sonora pelo filme Luzes da Ribalta, de 1952, que também foi um grande sucesso, exibido durante uma única semana em Los Angeles quando foi originalmente lançado. Este critério de nomeação era desconsiderado até 1972.

Chaplin também foi indicado ao Oscar de melhor roteiro original e melhor atorr em O Grande Ditador em 1940, e novamente por Melhor Roteiro Original em Monsieur Verdoux em 1948. Durante seus anos ativos como cineasta, Chaplin expressava desprezo pelos Oscars; seu filho descreve que ele provocou a ira da Academia ao deixar seu Oscar de 1929 ao lado da porta, para não deixá-la bater. Isto talvez explique porque Luzes da Cidade  e Tempos Modernos considerados por várias enquetes como dois dos melhores filmes de todos os tempos, nunca foram indicados a um único Oscar.


Dez minutos de palmas para Charles Chaplin com toda a platéia de pé!!

Charlie Chaplin Recebendo Oscar Honorário - 1972
Vídeo que ficou censurado por muito tempo pela Academia do Oscar.
.. 

fonte: wikpédia




Meus mestres....

Ivone Leão

Apaixonada pela vida!!

Nenhum comentário: